Contatos

       

    Grupo SABER apresenta trabalho no I ENEXC

    enexq-300x196

    Apresentação da estudante Maria Caroline no I ENEXC.

    Encontro de Extensão e Cultura. A nomenclatura é nova mas o evento já faz parte do calendário da Universidade Federal de Pernambuco há 15 anos. Acontece que a antiga Pró-reitoria de Extensão (PROEXT) em 2015 passou a se chamar Pró-reitoria de Extensão e Cultura (PROEXC), modificando também o nome do antigo Encontro de Extensão. Apesar do novo título, o objetivo continua o mesmo: Compartilhar e discutir experiências de discentes e docentes no campo da extensão.

    Nessa edição do evento, o Grupo SABER, coordenado pela Professora Cristine Gusmão, apresentou um trabalho com base na construção de uma cartilha digital para idosos, que está sendo desenvolvida por alunos do curso de Engenharia Biomédica da UFPE e pesquisadores do grupo. A cartilha, que já está finalizada, oferece informações e dicas a respeito da prática de exercícios funcionais na terceira idade.

    Maria Caroline, aluna do curso de engenharia biomédica, foi a responsável pela apresentação do trabalho. Acompanhada pela coordenadora do Grupo SABER e orientadora do projeto, professora Cristine Gusmão, e o pesquisador do grupo, Júlio Venâncio, a estudante abordou os objetivos práticos do projeto, a metodologia que foi adotada para sua execução e os próximos passos a serem dados.

    A Extensão, junto ao Ensino e Pesquisa, é um dos pilares da universidade e sua importância para a formação dos alunos é tema constante nos debates acadêmicos. “Quando eu estiver no mercado de trabalho, eu vou trabalhar com pessoas e ter esse contato já na graduação me prepara para a vida fora dos muros da universidade”, defendeu Maria Caroline.

    Júlio Venâncio concorda. Para ele, a extensão deveria ser mais explorada pelos docentes. “As aulas são muito importantes mas a experiência prática também faz parte do processo. A extensão é algo que tem que ser colocado mais em prática. É muito empolgante acompanhar esse contato entre a academia e a comunidade”, explicou Júlio.

    A partir de agora, o Grupo SABER segue para os próximos passos do projeto “SABER na melhor idade”. A cartilha digital vai ser aprimorada e será iniciada a construção de um aplicativo para auxiliar profissionais de educação física no trabalho com idosos. Mais oportunidade para acompanhar a extensão sendo colocada em prática dentro e fora dos muros da universidade.