Pular para o conteúdo
Início » Saber Tecnologias » Pensamentos do Filósofo Thomas Hobbes

Pensamentos do Filósofo Thomas Hobbes

Pensamentos-do-Filósofo-Thomas-Hobbes-1
Compartilhe:

Introdução

Ei, leitor! Já pegou-se pensando sobre a natureza humana e o papel da sociedade? Se já, então provavelmente está familiarizado, mesmo que indiretamente, com as ideias do filósofo inglês Thomas Hobbes. Vamos embarcar numa viagem ao mundo deste pensador que sacudiu os alicerces da filosofia política!

O Estado Natural do Homem

Já imaginou um mundo sem governos, leis ou qualquer tipo de autoridade? Bem, Hobbes sim. E, para ele, essa não era uma visão otimista. Chamando-o de “estado de natureza”, ele acreditava que a vida seria “solitária, pobre, brutal e curta”. A competição natural, a desconfiança e a glória seriam as causas de conflito constante. Um pouco sombrio, né? Mas há uma luz no fim do túnel!

O Leviatã: Solução para o Caos

Para escapar desse cenário caótico, Hobbes propôs o “contrato social”. Imagine que todos nós, cansados da anarquia do estado natural, decidimos abrir mão de certas liberdades em troca de segurança e ordem. E como garantir essa segurança? Através de um poder centralizado e absoluto: o Leviatã. Este seria um governo ou monarca com autoridade incontestável. Pode parecer radical, mas lembre-se do ponto de partida: um mundo caótico e violento!

O Homem e seus Medos

Hobbes acreditava que o medo era o principal motivador do ser humano. Medo da morte violenta, medo da anarquia. Era esse medo que nos impulsionava a buscar a ordem e a estrutura de um governo. É uma perspectiva intrigante, não é? Faz a gente se perguntar: somos realmente movidos pelo medo?

Pensamentos-do-Filósofo-Thomas-Hobbes-2

Perguntas Frequentes

1. Por que Hobbes escolheu o nome “Leviatã” para sua obra?
“Leviatã” é uma referência bíblica, um monstro marinho poderoso e dominante. Hobbes utilizou esse nome para simbolizar o poder absoluto e incontestável do estado.

2. Hobbes era contra a democracia?
Hobbes não era necessariamente contra a democracia. Ele acreditava na necessidade de um poder centralizado, seja através de um monarca ou de uma assembleia. A sua ênfase estava na autoridade, não na forma de governo.

3. Qual a influência de Hobbes hoje?
As ideias de Hobbes são fundamentais para a filosofia política moderna, especialmente na discussão sobre a relação entre liberdade individual e autoridade estatal.

Conclusão

A mente de Thomas Hobbes nos oferece uma visão única e, às vezes, perturbadora da natureza humana. Seus pensamentos nos desafiam a considerar as bases de nossa sociedade e a refletir sobre o equilíbrio entre liberdade e segurança. Ao mesmo tempo, nos fazem questionar: até onde estamos dispostos a ir em busca de ordem e paz?

Em um mundo cada vez mais complexo, com novas ameaças e desafios, a filosofia de Hobbes permanece relevante. Ela nos lembra da fragilidade da ordem social e da necessidade constante de repensar e negociar nosso contrato social. Afinal, a busca pelo equilíbrio entre liberdade e segurança é uma jornada contínua.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *